03 junho 2011

Revanche

Quando a sua mente repousar e nada mais ocupá-la, sou eu quem irá aparecer. Ao olhar as fotografias que um dia eternizaram momentos felizes, você se arrependerá de ter me deixado. No momento em que pensar em respirar, estará ali o meu perfume para tu lembrar de mim. De teus sonhos farei pesadelo, e teus dias transformarei em queixosos meses. Tuas novas tentativas de encontrar alguém que irá te amar como eu fracassarão, pois meu rosto estará presente em qualquer face que circulará perto de ti, e os corações estarão tão fechados como o meu. Amor não preciso dizer que você deixará de sentir, pois eu duvido que você o tenha feito algum dia. E lábios tão sinceros como os meus que disparam palavras (um dia elas foram as melhores, tu sabe) estarão escondidos. Assim como eu. Oculto, longínquo, apenas uma recordação de teu passado. Por fim te peço, por favor: Não encare como uma vingança. Agradeça, isso sim.
Por ser eu a te ensinar a nunca mais foder com os sentimentos de alguém.

5 comentários:

  1. Não podia deixar de comentar esse texto,gostei muito.Foi curto e grosso,e passou a lição que muita gente deveria aprender.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. meio revoltado, mas com sentido .

    ResponderExcluir
  4. Amei o texto!!
    É tudo o que sinto no momento!!
    E acho que a pessoa a quem vc destinou esse texto o merece tanto quento a quem eu destino!!

    E que não encarem como vingança de nossa parte!!

    ResponderExcluir